Posts Tagged ‘Opus Gay’

Opus Gay mais uma vez presente na Feira Anual de Cuba

Mais um ano em que a Opus Gay marca presença no certame anual; neste caso, a Feira Anual de Cuba 2015, em que, à semelhança de edições anteriores, a Câmara Municipal de Cuba cedeu um espaço gratuitamente para podermos divulgar os nossos projetos e serviços inerentes.

Projeto Alentejo de Diversidades  –  Projeto Agressão, Não!

  Projeto MGF, Não!  –  Projeto Envelhecer Fora do Armário

Visite o nosso espaço, denominado “Alentejo de Diversidades”.

Saiba mais sobre o evento, aqui.

Logo Feira Anual 2015 @ Cuba

OpusGay

transferir

Com o Apoio Institucional e Logístico da Câmara Municipal de Cuba

Anúncios

Opus Gay na Feira Anual de Cuba 2013

Opus Gay na Feira Anual de Cuba 2013

O Projeto Alentejo de Diversidades, contra a Homofobia e Violência Doméstica, tem estado representada neste certame anual, à semelhança do que aconteceu o ano anterior.
Este projeto tem o apoio do QREN-CIG-FSE e ainda, neste caso, o apoio logístico da Câmara Municipal de Cuba.
Mais fotos estarão disponíveis em breve, mas pode pré-visualizar algumas já publicadas no nosso Facebook, aqui.

Mais algumas fotos, tal como prometido. Clicar nos números, por favor  – 1, 2, 3, 4, 5, 6

Estamos no Facebook e no site da Opus Gay

Devido a certos pedidos de clarificação, informamos que desde sempre temos estado noutras plataformas de comunicação.

Rede Social – Facebook

Site da Opus Gay

O Alentejo de Diversidades representado na RIIDE | Évora

Violência Doméstica                      Image

A RIIDE [Rede de Intervenção Integrada do Distrito de Évora] teve a sua reunião mais recente, na Escola Superior de Enfermagem de Évora, no passado dia 10 de abril de 2012, em que ficou marcada uma apresentação mais formal do nosso projeto “Alentejo de Diversidades” na próxima reunião da RIIDE em julho próximo.

Da Equipa, estiveram presentes nesta reunião o Coordenador do Projeto, António Guarita e a Elsa Moriés, Assistente Social do Alentejo de Diversidades.

Entre outros assuntos de destaque nesta reunião, foi feito o pedido formal de integração na RIIDE, por parte do nosso Projeto, nomeadamente pela OPUS GAY. Tal ainda não estava concretizado, por faltarem uns contributos anteriormente prometidos por antigo coordenador, e dos quais não tínhamos conhecimento, o que obstou à nossa integração efetiva. Tal lacuna está a ser resolvida e consideramos ser uma mais valia, sem sombra de dúvida, fazer também parte desta Rede, já que fazemos parte de outras, como o sejam a Rede Social do Distrito de Évora, a Rede Social do Distrito de Beja, a Rede Social do Seixal e a Rede Social do Distrito de Lisboa.

A Ordem de Trabalhos constou dos pontos seguintes:

1. Pedido de Adesão à Rede Distrital
2. Alargamento da RIIDE
3. Balanço das Atividades da RIIDE
4. Formação e Investigação

Votos de PÁSCOA FELIZ! Happy Easter Everyone!

Image

Opus Gay | Alentejo de Diversidades no Workshop “Avaliação e Gestão do Risco”

Laura Richards (Perita em Violência Doméstica) e Margarida Medina Martins (Presidente da AMCV)

O coordenador do Alentejo de Diversidades esteve presente no workshop “Risk Assessment and Management“, que teve lugar no Hotel Marquês de Sá em Lisboa, no dia 4 de abril de 2012.

Esta ação foi realizada no contexto do Projeto E-Maria, cofinanciado pelo Programa Justiça Criminal e foi promovido pela AMCV – Associação de Mulheres Contra a Violência.

Petra Viegas (coordenadora do projeto “E-Maria”), Davina James-Hanman (diretora da AVA – Against Violence and Abuse) e Margarida Medina Martins

Workshop on Risk Assessment and Management

Oradoras:

  • Margarida Medina Martins (Presidente da AMCV), abriu os trabalhos – http://www.amcv.org.pt/
  • Petra Viegas (Coordenadora do Projeto E-Maria), que apresentou o seu projeto – www.e-maria.eu
  • Laura Richards (Assessora da ACPO – Associação dos Oficiais de Polícia), e partilhou o instrumento por si criado (DASH) para avaliar o fator de risco num contexto de violência – www.laurarichards.co.uk;
  • Davina James-Hanman (Diretora da AVA – contra a Violência e o Abuso), responsável pelo desenvolvimento e implementação da Estratégia de Violência Doméstica de Londres, sendo também inspetora governamental no contexto das escolas, etc. – http://www.avaproject.org.uk/

Após as intervenções, teve lugar um debate, que, em meu entender, se mostrou bastante produtivo, dado que foram partilhadas experiências, dificuldades e formas de abordagem de problemas relacionados com a violência doméstica.